CONFISSÃO

O pecado é acima de tudo um insulto a Deus, uma ruptura com a comunhão com Ele e com a Igreja. É por isso que precisamos de conversão constante.

Icon_CONFISSÃO_DOURADO.png
Confissão, Reconciliação, Penitência, Perdão?

O sacramento da confissão nos convida a uma inversão interior para renunciar ao pecado, em busca de uma verdadeira conversão e retorno à comunhão com Deus.

 

A confissão evoca um elemento essencial duplo deste sacramento: o reconhecimento da misericórdia de Deus e a admissão explícita das falhas que cometemos;

Reconciliação significa que este sacramento representa o amor de Deus que permite nossa reconciliação com Ele, bem como a força necessária para nos reconciliar com os outros;

Penitência enfatiza que este sacramento implica um processo pessoal de voltar ao caminho de Deus, através de esforços concretos para uma mudança de vida;

O perdão indica o próprio fruto do sacramento: por absolvição, o sacerdote dá perdão e paz.

Assim, a confissão nos reconcilia com Deus, com os outros e com nós mesmos. Porque o coração do homem está pesado e endurecido, Deus nos dá um novo coração. No sacramento da reconciliação, manifestamos nossa vontade de conversão, mas é o próprio Deus quem faz o essencial. Através de seu amor, ele traz nossos corações de volta para Ele e nos dá forças para voltar ao seu caminho.

Este sacramento é um chamado à reconciliação e representa um resumo da mensagem de Jesus, ao longo de sua pregação. Ele substitui todos os profetas que antes dele ouviram a mesma mensagem através do Antigo Testamento. Como eles, ele pede uma conversão do coração, uma inversão interna, e não meramente formal.

O chamado de Jesus é dirigido a todos: todos os que não conhecem a Deus são convidados a renunciar ao mal e a mudar suas vidas. O exemplo mais comovente, no Evangelho, é o de Pedro, aquele que havia sido escolhido por Jesus para ser o chefe dos apóstolos, e que, no entanto, jurou não conhecer seu Mestre quando foi preso. O olhar amoroso de Jesus o levará a se converter novamente em lágrimas.

Somente Deus pode perdoar pecados. Jesus exerce esse poder porque ele é o Filho de Deus. Ele então confiou a seus discípulos a responsabilidade de exercer esse poder em seu Nome a celebração da reconciliação

A celebração do sacramento da reconciliação

A celebração do sacramento da reconciliação pode ser feita no âmbito de uma reunião individual com um padre, ou durante celebrações comuns sempre incluindo um momento de troca pessoal com um padre. Qualquer que seja sua forma, este sacramento combina atos do homem que vem a Deus sob a orientação do Espírito Santo e atos de Deus que perdoa o homem por meio do sacerdote.

Neste sacramento nosso primeiro compromisso é chegarmos a Deus, de coração contrito, com sincero arrependimento por nossos pecados e o firme desejo de nos afastarmos deles.

Na presença do padre, dizemos nosso pecado. Reconhecer nossas falhas já nos permite uma libertação, olhando-as de frente e assumindo a responsabilidade por elas, para que posamos nos abrirmos novamente a Deus. Também precisamos querer reparar as consequências de nossas falhas e, acima de tudo, manifestar concretamente nosso desejo de progredir.

Diante de nossas intenções, a reconciliação é feita pelo próprio Deus que, através das palavras do padre, nos encoraja a mudar de vida e pode nos dar conselhos práticos sobre os pontos que levantamos à luz de textos da Bíblia.

Os sacerdotes são enviados em nome de Cristo para serem, por sua vez, apóstolos da reconciliação. Através deles, é o próprio Deus quem age. Assim, ao estender a mão como sinal do Espírito Santo, o padre pronuncia a fórmula da absolvição: “Que Deus Pai nosso mostre sua misericórdia. Pela morte e ressurreição de seu Filho, ele reconciliou o mundo com ele e enviou o Espírito Santo para o perdão dos pecados. Por meio do ministério da Igreja, que ele lhe dê perdão e paz. E eu, em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, perdoo todos os seus pecados”. Com essas palavras, o padre nos reconcilia totalmente com Deus e com a Igreja e nos dá a força para fazer as pazes com nós mesmos.

Alguns textos da Bíblia para preparar o coração para receber o sacramento da reconciliação

Para tirar o máximo proveito da graça do perdão, podemos dedicar alguns momentos para nos prepararmos para o encontro com o padre e rever os atos de nossa vida diária.

Salmo 31

Parábola da mulher adúltera (João 8; 1-11)

Parábola do filho pródigo (Lucas 15; 11-32)

As bem-aventuranças (Mateus 5; 1-12)

Nome (Luc 19 ; 2-10)

Prepare-se para o Sacramento da Reconciliação com um roteiro para um exame de consciência

Amor de Deus

 

Qual é o lugar de Deus na minha vida?

Qual é o lugar da oração, do Evangelho?

Qual é o lugar da massa, da comunhão?

Qual é o lugar do Sacramento da Reconciliação?

 

Amor ao próximo

 

Como está o meu amor pelo meu vizinho, amigos, família? (individualismo; desprezo; rejeição do outro; individualismo)

Posso entender e ajudar ou sou tentado a julgar e condenar?

Eu sempre digo a verdade? (trapaça; mentir)

Posso compartilhar? (egoísmo; inveja; ciúmes)

Posso respeitar os outros? (calúnia; fofoca; calúnia; vingança; amargura; espírito de dominação)

 

Amor por mim mesmo

 

Eu me aceito como sou? eu tenho respeito por mim mesmo, pelo meu corpo?

Quais são minhas responsabilidades em relação aos meus dons, talentos? (preguiça)

Qual é o propósito da minha vida?

Estou no controle de mim mesmo?

 

Servir

 

Como está minha vida familiar?

Como está minha vida profissional, estudantil ou escolar?

Como está minha vida com os outros (ouvir; respeitar; não julgar)

Que ajuda eu trago ao meu redor? Estou suficientemente atento às angústias e sofrimentos dos outros?

Qual é o meu lugar na Igreja? Meu engajamento?

Paróquia Nossa
Senhora de Fátima 
Vila Leopoldina
Entre em contato

Rua Barão da Passagem, 971

Vila Leopoldina - São Paulo-SP-Brasil

 

Tel.: 11 3834 1532

nsrafatima@uol.com.br

Nossa Redes Socias

Escreva para nós!

  • Twitter - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco

© 2020 Paróquia Nossa Senhora de Fátima

Desenvolvido por